Orgulho Hater


Deixe um comentário

Merdas aleatórias que estão na minha cabeça 8#

Eu realmente não consigo dormir direito faz uns cinco dias, to parecendo uma gente famosa, só que sem o dinheiro, sem as drogas e as putas.

Tem muita coisa na minha cabeça, se as coisas que estão na minha cabeça estivessem na cabeça do Kurt Cobain, O cérebro dele daria pra alimentar toda essa geração de novos zumbis que nossa geração idólatra.

Faz mais de duas semanas que eu não tenho uma conversa decente com ninguém.

Todos se foram. 

E mesmo que não tivessem ido, o que eu conversaria com eles? Não tem nada de verdade acontecendo na minha vida, nada real, só neuroses suficientes pra deixar todos os psiquiatras do mundo ricos.

O mais engraçado é que nem são problemas de verdade. Quer dizer, vc quer reclamar, mas não tem o que reclamar, nem com quem reclamar, e tem vergonha das coisas que tem pra reclamar.

Eu to me sentindo Plutão. Nem tão grande pra ser um planeta, nem  pequeno o suficiente pra ser uma estrela.


… 

A quase cinco anos atrás eu fiz uma série de promessas a mim mesmo. E sabia exatamente onde essas promessas iriam me levar.

Quase cinco anos estou aqui, exatamente onde o cinco anos me imaginava estar, do mesmo jeito.

Sozinho.

Uma pequena parte de mim (não o que vcs estão imaginando agora) esperava que pessoas especiais aparecessem.

Pessoas legais que entenderiam esta enorme vazio existencial, que aturassem  as piadas idiotas e os comentários odiosos que claramente eram uma válvula de escape de toda aquela mágoa que eu estava acumulando.

Pessoas que aguentariam toda essa massa de problemas, meus problemas tem mais massa que o Péricles do Exaltassamba.

E algumas pessoas aparecerem. E essas pessoas merecem um nobel de amizade por aguentar tudo isso por tanto tempo. Eu não aguentaria, sinceramente não sei mais quanto tempo vou me aguentar.

Mas a gente nunca erra não é mesmo meu amigo eu?

Tudo que a gente achou que aconteceria aconteceu.

Em partes pq eram pra acontecer, e outras partes pq vc forçou a acontecer, faça os cálculos sei idiota, se 50% das pessoas que gostam de vc vão embora por conta própria e as outras 5o% vão pq vc as faz ir, quantas pessoas vão sobrar no final?


Se eu dizer pra vcs pra vcs ignoraram tudo que eu escrevi do dia que comecei este maldito conjunto de texto, vcs ignorariam?

Se dizer pra vcs, se jogarem de cabeça em cada oportunidade que aparecer sem medo de se ferir no caminho? 

Se eu falar pra vcs que se decepcionar diversas vezes com gentes dói muito menos que não sentir absolutamente nada. Nem pro bem, nem pro mal.

Entendam, eu realmente estive dos dois lados, do lado que fez todo o possível por alguém e se decepcionou, e do lado de quem fez tudo pra afastar qualquer pessoa, assim que estivesse começando a se sentir dependente de alguém. 

O medo fere mais do que as espadas, aquele que teme perder, ja perdeu.

É óbvio que isso é temporário. Que amanhã eu vou acordar e vou ter um pensamento totalmente diferente.

Que alguma coisa vai acontecer e vai me fazer desistir de qualquer decisão idiota que tomei ou pensamento estranho que venha me assombrando.

Pq é isso que a gente faz, a gente muda de ideia o tempo todo.

As coisas estão bem feias meus queridos eu admito, nunca estiveram tão ruins, por isso pesso desculpas por ultimamente isso estar sendo mais o muro das lamentações do que a terra das gracinhas prometidas.

É só que eu preciso tirar coisas da minha cabeça, alguém lendo, ou não. Eu preciso dividir essa angustia toda com alguém, mesmo que alguém seja ninguém que eu conheça.

Novamente mil desculpas as pessoas que magoei neste meio tempo, e gente tem que fazer o que tiver que fazer pra se sentir bem.

E muito obrigado a todos que passaram pela minha vida neste meio tempo, seja por quase 20 anos, seja por alguns meses.


A noite é mais escura pouco antes do amanhecer, e eu preciso que amanheça logo, antes que seja tarde demais.

God Forgive Já –  Winter is coming